Como a Depressão Infantil pode Atrapalhar seu Filho

Nesse processo também é essencial a participação dos pais, que devem estar mais próximos dos filhos, cuidar deles e orientá-los. Manter uma relação saudável com eles poderá contribuir inclusive para perceber mudança de humor ou comportamento fora do habitual ou mesmo conhecer algum episódio que provocou mudanças na criança e sinais de depressão também podem ocorrer.

E essa participação é fundamental durante o tratamento, pois o desenvolvimento da criança está ligado intrinsecamente aos pais, que devem prestar o suporte adequado. Eles devem estar comprometidos não apenas durante as sessões, mas também estarem abertos ao terapeuta. Eles precisam observar a criança no dia a dia, participar ainda mais e aceitar as transformações, buscando sempre o objetivo de vê-la bem.

Depressão Infantil: O papel dos Pais

O importante no acompanhamento é oportunizar autonomia à criança, para que ela consiga se desenvolver e superar suas questões internas, ao mesmo tempo em que adquira e reconheça suas habilidades. O que não quer dizer que ela deve fazer o que quiser, nada disso.

Durante essa construção em conjunto com o psicólogo infantil, a criança terá justamente como referência os próprios pais. Mas não somente aí, eles seguirão sendo espelho dos filhos durante toda a sua formação. Ou seja, as ações que ele toma ou deixa de tomar tem muito a influência do que ele vê em casa e continuarão tendo após o tratamento. Por isso é tão importante a participação ativa e de coração aberto dos pais na terapia e no dia a dia dos filhos.

Se vc gostou, deixe seu comentário abaixo e inscreva-se em nosso blog!

Abraços!